Souza Cruz

De Sala Brusque Virtual

  • Álisson Sousa Castro, Historiador.

Tabela de conteúdo

Educação

E.E.F. Pe. Luiz Gonzaga Steiner[1]

A Escola de Ensino Fundamental Padre Luiz Gonzaga Steiner iniciou suas atividades no transcorrer do ano de 1950, com o nome de Escola Mista Municipal Barra de Águas Claras, nas dependências de um armazém pertencente ao Sr. Ambrósio Mafra, situado na rua Dom Joaquim, após a Agência Agip Liquigás. Logo, esse terreno fora vendido para o Sr. Helmuth Beilfuss.

Em 11 de fevereiro de 1951 o prefeito Mário Olinger edita um decreto criando a escola, denominada Escola Mista Municipal "Barra de Águas Claras"[2].

Em seguida, no dia 15 de fevereiro de 1951, a escola passou a funcionar num terreno doado pelo Sr. Augusto Kohler, onde os fundadores Ervino Hoschsprung, Alois Seubert, Antônio Coppi, Ernesto Kuchenbecker, Otto Knop, Franz Bartz e Alis Schlindwein construíram o novo prédio: uma casa pequena de madeira com uma sala de aula, um banheiro e uma cozinha, num terreno a 50m da atual escola.

A primeira professora foi Licínia Maria Ramos da Luz, que iniciou lecionando numa sala de aula para 32 alunos de 1ª a 4ª série. Dona Licínia enviou uma correspondência ao vigário da época Pe. Luiz Gonzaga Steiner, pedindo o seu consentimento para dar o seu nome à Escola de Barra de Águas Claras.

Barra de Águas Claras, 31 de março de 1951.

Reverendíssimo Sr. Padre Vigário

Respeitosamente peço vosso consentimento para dar o nome de Vossa reverendíssima para as salas de aulas da Escola Municipal de “Barra de Águas Claras”.

Contando com vosso consentimento, tomo a liberdade de solicitar uma fotografia da Vossa Reverendíssima, para servir de incentivo e justa admiração aos pequenos que forem confiados. Pedindo vossa benção sacerdotal, saúda a professora

Licínia Maria Ramos da Luz.

Finalmente, em 16 de maio de 1951, é criada a Escola Mista Municipal "Padre Luiz Gonzaga Steiner"[3]

Em 20 de fevereiro de 1953 a escola foi desdobrada em duas classes[4]. Com isto, o educandário contou também com a colaboração da professora Olga Ana Lyra.

Em julho de 1956 o Sr. Ervino Hoschsprung assumiu a presidência da APP. Foi fundada, também, a Biblioteca Escolar com o nome de “Biblioteca' Vidal Ramos”

A primeira merendeira foi dona Lili Knop, onde a mesma preparava o leite em casa (única merenda da época). Depois veio a sopa, nessa época era feito com os alunos campanha de verduras para colocar na sopa, a Dona Lili saiu passando o seu cargo para dona Iraci Kohler.

Necessitando de um espaço maior os fundadores compraram um terreno de 1.600 metros quadrados pertencente ao Sr. Otto Hoschsprung e o prefeito da época se comprometeram com a construção da Escola de alvenaria de 160 metros quadrados com duas salas de aula, cozinha, gabinete e dois banheiros. A inauguração desse novo prédio ocorreu em 15 de maio de 1973, passando a denominar-se Escola Isolada M. Pe. Luiz Gonzaga Steiner.

Em 5 de outubro de 1986 a escola foi ampliada com mais duas salas e a construção da quadra de esportes, passando a denominar-se Escola Multisseriada M. Pe. Luiz Gonzaga Steiner com 256 metros quadrados.

Em 3 de março de 1992 passou para Escola Reunida M. Pe. Luiz Gonzaga Steiner[5] tendo como primeira diretora Solange Otaviano Baumgartner. Em 17 de abril de 1996 foi feita eleição com a comunidade para a escolha da nova diretora da Escola, assumindo então a direção Cilene Angelina Fantini Dada.

Em 1997, a escola deu início à cobertura da quadra de esportes, contribuindo a Prefeitura com apenas 10% da construção.

Em 13 de dezembro de 2000 foi inaugurado a construção de banheiros, vestiários, reforma do piso da quadra e a construção da nova cozinha[6], a escola construiu o depósito situado nessa nova ala e o local onde será o futuro barzinho da quadra de esportes.

Em 20 de novembro de 2000 foi alterado o nome de Escola Reunida para Escola de Ensino Fundamental Padre Luiz Gonzaga Steiner[7]

No ano de 2002, foi implantada a 5ª série na Escola, iniciando suas atividades no dia 14 de fevereiro. Neste mesmo ano foi iniciada a construção de mais duas salas de aula e uma sala para direção (em cima dos banheiros e vestiários). Com a implantação da 5ª série, a escola passou a ter uma Orientadora Pedagógica.

Em 2009 assumiu como Diretora a professora Sueli Guarezi Zenatti, que permanece até hoje.

A escola conta hoje com 204 alunos no Ensino Fundamental e com e com 54 alunos na Educação Infantil.

C.E.I. Tia Dete

Em 5 de maio de 1983 foi criada, anexo à escola, a Recreação Infantil “Tia Dete”[8], em homenagem a Dete Heinig. Sua primeira professora foi Morgana Archer e, no ano seguinte, Cristina Dada Paza.

Em 2000 foi alterado o nome do educandário para Centro de Educação Infantil Tia Dete[9]

Referências

  1. Informações fornecidas pela Secretaria Municipal de Educação
  2. Brusque. Decreto nº 2 de 11 de fevereiro de 1951. Cria a Escola Mista Municipal de Barra de Águas Claras.
  3. Brusque. Decreto nº 13, de 16 de maio de 1951. Cria a Escola Mista Municipal "Padre Luiz Gonzaga Steiner".
  4. Brusque, Decreto nº 54, de 20 de fevereiro de 1953. Desdobra a Escola de Barra de Águas Claras.
  5. Decreto lei nº 2579/92
  6. Ampliação realizada pela Prefeitura Municipal
  7. Brusque. Decreto Nº 4.623/2000 de 20 de novembro de 2000. Altera identificação dos estabelecimentos de ensino da Rede Municipal de Ensino de Brusque em EEB, EEF e CEI.
  8. Brusque. Decreto nº 1.305 de 5 de maio de 1983.
  9. Brusque. Decreto Nº 4.623/2000 de 20 de novembro de 2000. Altera identificação dos estabelecimentos de ensino da Rede Municipal de Ensino de Brusque em EEB, EEF e CEI.
Ferramentas pessoais