Simpósio Internacional de Esculturas do Brasil

De Sala Brusque Virtual

  • Roseli Kietzer Moreira.

Realizado pela primeira vez em novembro de 2001, o Simpósio Internacional de Escultura do Brasil, reuniu em Brusque, artistas brasileiros e de vários outros países e teve como homenageado o artista Amílcar de Castro. Em um mês estes artistas esculpiram em mármore maravilhosas obras que passaram a integrar o Patrimônio Histórico e Cultural do município.

A segunda edição do Simpósio aconteceu em novembro de 2002 e teve como artista homenageado o escultor italiano Giò Pomodoro.

O homenageado da terceira edição do Simpósio foi o artista Xico Stockinger e na quarta edição o artista catarinense Juarez Machado. No quinto Simpósio o grande homenageado foi o artista e intelectual brasileiro Oscar Niemeyer e na sexta edição a homenageada foi a artista japonesa Tomie Ohtake.

Em 2007, no sétimo Simpósio o artista homenageado foi o pernambucano Francisco Brennand, o “Mestre dos Sonhos”. A troca de experiências e informações foi um dos principais objetivos do Simpósio Internacional de Esculturas. A comunidade de Brusque e da região foi a maior beneficiada com a realização deste evento de nível internacional.

Os artistas permaneciam 30 dias na cidade, produzindo suas obras e trocando experiências com a comunidade artística e os visitantes em geral.

Ferramentas pessoais