Página principal

De Sala Brusque Virtual

Acervo Sala Brusque
História dos Bairros

Guarani · Jardim Maluche · São Luiz · Santa Terezinha · Santa Rita · Águas Claras · Azambuja · Bateas · Cedrinho · Centro · Cerâmica Reis · Cristalina · Dom Joaquim · Limeira · Limoeiro · Nova Itália · Paquetá · Planalto · Poço Fundo · Ponta Russa · Primeiro de Maio · Rio Branco · Santa Luzia · São João · São Pedro · Souza Cruz · Steffen · Thomaz Coelho · Volta Grande · Nova Brasília · Zantão

Como pesquisar em
Personalidades

Políticos · Religiosos · Educadores

Brusque 150 anos

Síntese Histórica · Livro · Desfile · Praças · Exposições · Mostras · Igreja Luterana

O INTEGRALISMO NA “MEMÓRIA NÃO OFICIAL” DE BRUSQUE

  • Honório Bertolini
Naquele tempo do integralismo, foi a primeira vez que vimos atravessar aquele avião de quatro asas aqui de Santa Catarina. primeiro avião que passou por lá, que nós vimos. Até naquela época (do integralismo)ninguém tinha visto nada. Ficaram todos com medo. Aquele ronco, isso foi num domingo. Ele passou, parecia com quatro asas dobradas, em cima e embaixo.

Escrever a história do Integralismo em Brusque, por meio de depoimentos de pessoas que o vivenciaram direta ou indiretamente é diferente da versão oficial que se encontra impressa nos livros. O desafio é escrever a partir da memória que algumas pessoas se propuseram a compartilhar comigo. Memórias de um tempo que passou e deixou marcas ainda não cicatrizadas. Assim, por intermédio de alguns depoimentos, podemos perceber como o movimento se alastrou pelos bairros de Brusque, inclusive os localizados no interior. (...)
Clique no título para continuar lendo: O INTEGRALISMO NA “MEMÓRIA NÃO OFICIAL” DE BRUSQUE


3 de dezembro:

  • 2003 - Um homem entra armado no Shopping Gracher e atira em sua companheira, que trabalhava em uma das lojas do estabelecimento. O crime deixa a comunidade perplexa.

Nasceram neste dia…


Faleceram neste dia…

Outros dias: 1 · 3 · 3 · 4 · 5 | ver todos…

Mutter Jonk ou Margarethe Jonk
Nascida Todt, era natural da Alemanha. Cedo emigrou para o Brasil, cuja cidadania abraçou, prestando juramento, no dia 27 de setembro de 1857, na Freguesia de Santa Tereza de Valença, no Rio de Janeiro. Casou com Ferdinando Jonk, natural de Holstein, Alemanha, em Petrópolis, tendo desse matrimônio nascido 5 filhos, 42 netos, 88 bisnetos e 4 tataranetos.


Ficheiro:Wbar_pink.jpg

Rua das Carreiras, ao lado direito prédio da administração da Colônia Itajahy-Brusque. Acervo FCB/Aurelino de Souza
Ficheiro:Wbar_pink.jpg
Visualizações
Ferramentas pessoais
Navegação
Ferramentas