Departamento de Patrimônio Histórico

De Sala Brusque Virtual

Tabela de conteúdo

Departamento de Patrimônio Histórico (DPH)

O Departamento de Patrimônio Histórico está integrado à Fundação Cultural de Brusque, e tem por objetivo a promoção de políticas públicas direcionadas para salvaguarda do patrimônio histórico e cultural, constituído por elementos tangíveis e intangíveis. O DPH foi instituído pela Lei Complementar 143, de 31 de agosto de 2009, que o reformulou como unidade dentro da Fundação Cultural de Brusque. Ele se articula com o Conselho Municipal do Patrimônio Natural, Histórico e Artístico Cultural e Conselho Municipal de Cultura. O DPH coordena as atividades do Núcleo de Patrimônio Histórico.

Núcleo de Patrimônio Histórico (NPH)

O núcleo (NPH) tem por objetivo o fomento da pesquisa histórica, no âmbito da História Local, com a missão de pensar os lugares de memória e conservar o importante patrimônio coletivo construído ao longo de sucessivas gerações, sendo assim, de vital importância a preservação, organização e catalogação dos documentos históricos (patrimônio material e imaterial). Este movimento ocorrerá em dois eixos de pesquisa:

Eixo "Memória": patrimônio material e patrimônio imaterial

Uma das ações deste eixo é preservar a memória histórica da sociedade local, outra é divulgar os museus e arquivos como locais de pesquisa e educação, interagindo com a comunidade e as escolas. Uma das ações em franco desenvolvimento ocorre em parceria com a Secretaria de Educação no que tange, na inclusão no cotidiano da escola, de projetos que valorizem a história de nossa cidade, bem como políticas de preservação do patrimônio material e imaterial que se encontra em cada bairro. Assim, a escola se torna um centro divulgador e protetor do patrimônio local, seus professores de História e Geografia (principalmente) tornam-se pesquisadores diante da realidade da comunidade.

Programa Preservar: salvaguarda do Patrimônio Cultural de Brusque

TG 05-005 no dia do tombamento.
Os bens materiais constituem-se em expressões de referências culturais de uma sociedade e como tal devem ser preservados. Neste sentido, o Estado criou uma categoria jurídica de reconhecimento e valorização destes bens portadores de referências culturais, históricas e artísticas chamado de tombamento (referência à Torre do Tombo, em Portugal[1]). Neste sentido, em 2012 foi realizado o primeiro tombamento e conservação de um prédio em Brusque: o Tombamento do Tiro de Guerra-TG/05/005 - de Brusque.
Hasteamento de bandeiras no TG 05-005 no dia do ato de tombamento.
Em 17 de novembro de 1916, o Secretário Geral do Estado, Sr. Dr. Fúlvio Aducci, durante sua visita a Brusque, recebeu uma comissão que solicitava a organização de uma Linha de Tiro. Em seguida, foi enviado a Brusque, em 08 de dezembro, o Sr. Osvaldo Mello, para iniciar estudos sobre a implantação, desta associação. No primeiro Conselho Diretor, foi aclamado o nome do Sr. Vicente Schaefer, como Presidente Honorário, em seguida se inscreveram 52 atiradores e no dia seguinte mais 16. Em 22 de março de 1917, foi incorporado à Confederação de Tiro Brasileiro, recebendo o número de 317.

"Em 15 de julho de 1917, finalmente, desfilou nosso Tiro pela primeira vez pela cidade, com 70 homens, todos fardados [...]. Em 1941, nos dias 15 e 16 de fevereiro [...] inaugurava-se a sua Sede Social instalada em terreno próprio, à rua Felipe Schmidt".[2]

A solenidade de tombamento do prédio do Tiro de Guerra, aconteceu ao entardecer de 12 de dezembro de 2012. O momento marcou o segundo tombamento de um bem material em nossa cidade. O prédio foi revitalizado pela Prefeitura Municipal de Brusque, e o Departamento de Patrimônio Histórico está organizando e catalogando documentos e materiais para a criação de um memorial no local.

Além do Tiro de Guerra, foi iniciado em 2013 o processo de tombamento do Complexo Industrial Renaux, importante conjunto arquitetônico que guarda relação com o início do processo de industrialização em Santa Catarina.

Ações desenvolvidas

  • 2009 - Desenvolvimento do Inventário do Patrimônio Histórico de Brusque.
  • 2010 - Participação no "Ciclo de Palestras: Brusque 150 anos" do Grupo UNIASSELVI/ASSEVIM.
  • 2010 - Formação Continuada para os professores de História, Geografia, Filosofia e Educação Religiosa da Rede Municipal de Educação.
  • 2010 - 1ª Exposição Histórica, ocorrida durante a "Mostra Brusque 150 anos".
  • 2010 - Desenvolvimento do roteiro do desfile comemorativo dos 150 anos da cidade de Brusque.
  • 2010 - Apresentação de pesquisa no Simpósio Itajaí Porta do Vale, sob o tema: “Colonização, identidades culturais e sustentabilidade”.
  • 2010 - Coordenação e organização da palestra: “A imigração alemã no Vale do Itajaí – Mirim” realizado na Unifebe. Proferida pela conhecida historiadora Giralda Seyferth, que integra a equipe do Museu Nacional do Rio de Janeiro . Evento foi realizado em parceria entre Unifebe e Fundação Cultural de Brusque, alusivo aos festejos dos 150 anos de História de Brusque.
  • 2010 - Participação e coordenação do painel / mesa redonda “Um olhar sobre o mundo do trabalho” nas dependências do Sintrafite – Sindicato dos Trabalhadores Têxteis de Brusque.
  • 2010 - Coordenação e elaboração de material visual do DVD, “Imagens de Brusque” - pesquisa e desenvolvimento histórico junto a empresa Setecom, apresentado na “Mostra Brusque: 150 anos”.
  • 2010 - Coordenação, planejamento e monitoramento do “Tur histórico de Brusque” durante o Festival de Inverno.
  • 2010 - Palestra: “Artesanato: retratando a história local” nas dependências da Fundação Cultural de Brusque para o grupo de artesãos da Confeitaria artesanal e patchwork.
  • 2010 -2012 - Desenvolvimento de textos históricos, utilizados na confecção de placas, como marcos ou memorial, na inauguração ou revitalização de praças da cidade.
  • 2010 - Elaboração do projeto e roteiro de documentário sobre a história de Brusque.
  • 2010-atualmente - Educação Patrimonial (em parceria com o projeto “Vamos à Biblioteca”).
  • 2010 - Projeto “Memória Viva: Meu bairro... Minha cidade”.
  • 2010 - Desenvolvimento do material para site da Prefeitura de Brusque, sobre nossa história: http://www.brusque.sc.gov.br/web/historia.php
  • 2010-2012 - Projeto 1ª edição do livro: “Brusque 150 anos: tecendo uma história de coragem”.
  • 2011 - Informativo do departamento de Patrimônio Histórico da Fundação Cultural de Brusque: “Tecendo uma História”.
  • 2012 - Exposição História sobre o Hino de Brusque - parceria Fundação Cultural e Instituto Aldo Krieger.
  • 2012 - 2ª Exposição Histórica que ocorreu na "II Mostra Brusque", no Pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof.
  • 2012 - Exposição histórica realizada nas dependências do Shopping Gracher.
  • 2012 - Exposição histórica realizada na "Tarde da Melhor Idade" realizada no Pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof.
  • 2012 - Exposição histórica realizada durante as comemorações dos 150 anos da Igreja de Confissão Luterana do Brasil.
  • 2012 - Exposição histórica realizada no Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque - CESCB, durante o lançamento do livro: "Brusque 150 anos: tecendo uma história de coragem".
  • 2013 - Elaboração do "Projeto Laboratório de Mídia".
  • 2013 - Lançamento do Projeto Museu Aberto, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, Museu Arquidiocesano Dom Joaquim e Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim.
  • 2013 - Formação Continuada para os professores de História da Rede Municipal de Educação.
  • 2013 - Projeto Caminhos da História, em parceria com Secretaria Municipal de Educação de Brusque e Museu Arquidiocesano Dom Joaquim.
  • 2013 - 2ª edição revisada e ampliada do livro “Brusque 150 anos: tecendo uma história de coragem” (aguardando publicação) e tradução para o alemão, com o título "Brusque 150 Jahre: Das Weben einer Mutgeschichte" (lançado em 6 de agosto de 2013 na ALESC[3]).
  • 2013 - Exposição de acervo histórico fotográfico no saguão do novo prédio da Fundação Cultural de Brusque.
  • 2013 - Lançado o programa "Preservar" [4].
  • 2013 - Projeto Memória do Carnaval de Brusque.
  • 2013 - Participação na 11ª Semana de Museus juntamente com as casas museais de Brusque.
  • 2013-2014 - Participação no Ano Brasil-Alemanha.
  • 2014 - Participação na 12ª Semana de Museus e da 8ª Primavera dos Museus.
  • 2014 - Apoio na digitalização dos jornais do acervo do Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim (Casa de Brusque).
  • 2015 - Apoio na digitalização dos jornais do acervo do Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim (Casa de Brusque).
  • 2016 - Assessoria nas questões envolvendo Patrimônio Histórico em Brusque.

Eixo "Sala Brusque": pesquisa multidisciplinar

A semente do arquivo histórico municipal.

A “Sala Brusque” localiza-se na Fundação Cultural de Brusque, no espaço da Biblioteca Pública Ary Cabral, atuando em parceria com a Secretaria de Educação. Inaugurada no dia 19 de agosto, dia do historiador - profissão que se encontra prestes a ser regulamentada e que conta com um servidor efetivo locado na Prefeitura de Brusque. É importante lembrar de que na atualidade o conceito de “Patrimônio Histórico” está agregado à ideia de cidadania. Dessa maneira, a montagem desse novo lugar de guarda da memória aponta para uma nova perspectiva no âmbito da preservação, da guarda e de tornar disponível e difundir as informações contidas nos arquivos e nos demais conjuntos documentais que compõem os acervos. Esse espaço interdisciplinar possibilitará um encontro das diversas fronteiras da pesquisa, seja política, ambiental, econômica, histórica, cultural, educativa e outras. Possibilitando que vários profissionais contribuam com esse espaço de pesquisa, enriquecendo o acervo da “Sala Brusque”. Para professores e acadêmicos, “um norte”, um caminho para iniciar suas pesquisas. A proposta caminha também para a criação de um espaço virtual de consulta dos acervos de Brusque (incluindo: “Sala Brusque”, “Museu Arquidiocesano Dom Joaquim”, “Instituto Aldo Krieger”, “Museu e Arquivo Histórico do Vale do Itajaí-Mirim”, “Arquivo Provincial Padre Lux – APPAL” e outros possíveis parceiros).

Ações desenvolvidas

  • 2011 - Criação do espaço físico anexo à Biblioteca Pública "Ary Cabral", inaugurado em 19 de agosto de 2011.
  • 2011 - Catalogação de livros do acervo em alemão da Casa de Brusque.
  • 2011 - Adaptação e desenvolvimento de plataforma Wikipedia para a Sala Brusque Virtual www.brusque.sc.gov.br/enciclopedia disponível a partir de 4 de agosto de 2011.
  • 2011 - Pesquisa sobre História dos Bairros e Localidades, efemérides e biografias.
  • 2011 - Disponibilização de informações sobre as Esculturas do Simpósio Internacional de Esculturas de Brusque.
  • 2012 - Mudança de suporte e acondicionamento de material fotográfico (mais de 10.000 fotos).
  • 2013 - Parceria com Memorial Ítalo Guabirubense Sacristão Francesco Celva para disponibilização de acervo fotográfico.
  • 2013 - Criação do espaço Igreja Luterana, em comemoração ao 150 anos da instituição.
  • 2013 - Parceria com Instituto Aldo Krieger para disponibilização de acervo fotográfico.
  • 2013 - Parceria com Tiro de Guerra para disponibilização de acervo fotográfico.
  • 2014 - Parceria com o senhor Erico Zendron para disponibilização de acervo fotográfico.
  • 2015 - Parceria com a Sociedade Amigos de Brusque para disponibilização de acervo fotográfico.

Equipe

  • Álisson Sousa Castro, Doutorando em História do Tempo Presente (UDESC), Mestre em Patrimônio Cultural e Sociedade (UNIVILLE). Pós-graduado em Metodologia do Ensino de História e Geografia (UNINTER). Graduado em História pela (UNIVALI). Atuou como servidor público na Prefeitura de Itajaí (2005-2009), na rede pública de ensino como Professor de História (2009-2011). Desde maio de 2011 ocupa o cargo efetivo de Historiador, na Fundação Cultural de Brusque. Entre fevereiro e maio de 2013 ocupou o cargo efetivo de Professor de História na Escola de Educação Básica Olivia Bastos, no município de Tijucas, do qual pediu exoneração.

Referências

  1. Para saber mais consulte o histórico em <http://antt.dgarq.gov.pt/inicio/identificacao-institucional/historia/>
  2. Associações Militares: Tiro de Guerra. In: Álbum do Centenário de Brusque. Edição Sociedade Amigos de Brusque, 1960, p.226 á 230.
  3. http://www.radiocidadeam.com.br/noticias/lancado-o-livro-rbrusque-150-jahre-das-weben-einer-mutgeschichter.html
  4. LEI Nº 3.593, DE 29 DE ABRIL DE 2013. Disponível em <http://www.brusque.sc.gov.br/web/download.php?file=lei_3593_programa_preservar.pdf>, acesso em 04 de setembro de 2013.
Ferramentas pessoais